Dilma e Obama conversam sobre denúncias de espionagem

Do jornal O Globo

Obama se encontra com Dilma para explicar denúncias de espionagem

Assessor da Casa Branca diz que presidente americano explicou 'a natureza dos esforços de inteligência' Mais cedo, Dilma cancelou a viagem da equipe que prepararia a sua visita oficial aos Estados Unidos

O GLOBO

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff e o americano Barack Obama finalmente conversaram cara a cara para tratar das denúncias de espionagem sobre as ligações, mensagens de telefone e emails da mandatária brasileira pelo serviço secreto dos Estados Unidos. O encontro foi confirmado pouco depois pela própria Casa Branca, sem maiores detalhes. Em razão disso, Obama chegou atrasado ao jantar dos chefes de estado do G-20, em São Petesburgo, na Rússia.

A informação foi antecipada pelo vice-assessor de Segurança para Comunicações Estratégicas da Presidência dos Estados Unidos, Ben Rhodes. De acordo com ele, Obama explicaria a Dilma 'a natureza dos esforços de inteligência' do governo americano, mecanismo de espionagem que tanto irritou a presidente brasileira.

- A relação com o Brasil é muito importante (para os EUA), não apenas nas Américas, mas no mundo. Entendemos o quanto isso (a questão de espionagem) é importante para os brasileiros. O que estamos fazendo neste caso, como fizemos desde que as revelações sobre a NSA vieram à tona, é olhar amplamente as alegações e os fatos - afirmou o assessor da Casa Branca.

O assessor da Casa Branca acrescentou também que são coletados dados de inteligência sobre praticamente todos os países. As revelações de espionagem causaram mal-estar na relação bilateral e colocaram em dúvida a visita de Estado que Dilma deve fazer aos Estados Unidos em outubro.

Mais cedo nesta quinta-feira, os presidentes ficaram lado a lado na sessão de abertura da 8ª Cúpula do G20, que reúne as maiores economias mundiais, em São Petersburgo, na Rússia. Embora próximos, os dois não conversaram. O clima era frio, deixando claro o constrangimento. Já sentada à mesa de reuniões, a presidente brasileira chegou a se levantar por duas vezes, enquanto o americano cumprimentava colegas ao lado, fazendo parecer que não quer dar a oportunidade para que ele se aproximasse.

Ainda nesta quinta, Dilma cancelou a viagem da equipe que prepararia a sua visita oficial aos Estados Unidos, conforme adiantou hoje Ilimar Franco.

A comitiva que prepara as viagens presidenciais é formada por agentes de segurança, diplomatas e funcionários do cerimonial da Presidência. A assessoria do Itamaraty disse que não vai comentar o assunto. Nos bastidores, após a divulgação de que os americanos monitoraram o conteúdo de telefonemas, e-mails e mensagens de celular da presidente, Dilma ameaçou recusar o convite do presidente Barack Obama. Mas não há confirmação que a visita foi cancelada. A viagem da equipe para preparar a viagem pode ser marcada ainda para uma outra data.

O presidente em exercício Michel Temer disse não ter informações sobre a possibilidade de Dilma vir a cancelar a visita de Estado a Washingto.

(A presidente) Não manifestou esse desejo (de cancelar viagem). E nas notícias que eu tenho tido é que muito provavelmente conversem lá na reunião do G-20. Como eu disse há poucos dias, os meios diplomáticos resolverão essa questão, e a presidente saberá, no momento próprio, se deve ir a Washington ou não. A minha torcida é que haja uma solução diplomática para que não haja maiores embaraços entre Brasil e EUA.

Nenhum voto
5 comentários
imagem de nininha
nininha

"Em razão disso, Obama chegou atrasado ao jantar dos chefes de estado do G-20, em São Petesburgo, na Rússia."

E a Dilma, também era convidada para o jantar? Chegou na hora marcada?

 
 
imagem de wendel
wendel

É parece que o buraco é mais embaixo!!!! Se realmente a Presidente Dilma for usar de confrontação, ficará mais dificil. Mas se pelo contrário, ceder e considerar a afronta irrelevante, ficará muito pior!!

O Presidente Obama, está com a corda no pescoço, colocada pelos republicanos águias, principalmente agora com a provavel ofensiva contra a Síria. Então o que resta, aos dois, é pisar em ovos e diplomaticamente salvar as aparências para não ficarem mal ljunto ao seu público/eleitor!

Tarefa dificil depois do vazamento das informações sobre a espionagem, não só do Brasil como também de vários países e até de aliados.

O mais interessante, é que os outros países não estão nem aí, e só podemos dizer que os dólares stalvez falem mais alto!

Vá saber......

 
 
imagem de Andre Araujo
Andre Araujo

É que em outros paises não existe o ""Fantástico" para criar factoides e nem o governo é orientado por marqueteiros, dao se às questões o peso que elas tem.

 
 
imagem de PedroAurelioZabaleta
PedroAurelioZabaleta

dando a questão o peso que ela tem, eu entendo que o seu comentário é uma canalhice.

 
 
imagem de Huck Finn
Huck Finn

O governo brasileiro frisou que exige explicações por escrito do governo americano.

Não adianta o Mr. Obanana querer enrolar.

Será que é burro? Desenha para ele, Dilma.

 
 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!