O pacu pescado no Rio Sena

Por Henrique Torres

Do Amazonas ao Sena

Deu no Le Monde: um pacu (apresentado pelo jornal como um primo - vegetariano - da piranha), foi pescado no Sena. Segundo o jornal, não é o primeiro caso de espécie exótica encontrado por aqueles lados. A explicação provável, dada pela delegacia de polícia, é de que "se trata, em geral, de animais de estimação que cresceram e cujos proprietários irresponsáveis abandonam no Sena quando não sabem mais tratá-los".

Le cousin du Piranha retrouvé dans la Seine, le Pacu, n'attaque pas l'homme.

Nenhum voto
13 comentários
imagem de André Oliveira
André Oliveira

Se o pacu é vegetariano por que teria estes dentes de tubarão? Isso é a foto de nossa velha conhecida piranha. Se essa é realmente a foto do peixe encontrado no Sena os parisienses vão ter problema.

 
 
imagem de Malú
Malú

Ó ele assado

Re: O pacu pescado no Rio Sena
 
 
imagem de Malú
Malú

O nosso Pacu

Re: O pacu pescado no Rio Sena
 
 
imagem de Malú
Malú

Isso não é pacú, é piranha. É difícil imaginar a sobrevivência de algum peixe no Sena com aquele monte de bateaus pra cima e pra baixo o tempo todo. Aqui, no Mato Grosso tem muito pacú e os dentes são diferentes. Isso está mais para piranha que para pacú.

 
 
imagem de Tulio
Tulio

O Pacu no Rio Sena pode mostrar que o rio está limpo, mas isso não significa equilíbrio ecológico.
Epécies exóicas invasoras são uma das maiores causas de degradação ambiental de um ecossistema. O mundo conhece diversos casos de introdução dessas espécies (voluntárias ou "acidentais") que fogem do controle e o prejuízo para saúde pública, para a econômia e o meio ambiente é grande e inevitável.
As invasoras são a segunda maior causa de perda de biodiversidade, perdendo apenas para as alterações antrópicas de habitats. Tais espécies por encontrarem um ambiente já fragilizado e ainda por terem vantagens competitivas ao não terem predadores naturais acabam por dominar os habitats ocupados originalmente por espécies nativas que passam então a sofrer forte declínio em suas populações.

Alguns exemplos:


Aedes aegypti, nosso conhecido veio trazido da Africa no tempo da escravidão. sabemos o quanto é difícil o controle.


Apis melifera, a abelha africanizada que fuigiu de um criadouro no Brasil que buscava cruzar a abelha européia e a africana para aumentar a produção de mel e assim acabou se espalhando por toda a América trazendo prejuízos às especies nativas e diversos acidentes com vítimas humanas.

Tilápia do Nilo, o capim Braquiária e tantos outros e para polemizar, gostaria de citar uma espécie que reduz de forma considerável a avifauna brasileira, o tão amado gato.











 
 
imagem de Jofran Oliva
Jofran Oliva

A pesca desse peixe no Rio Sena é no mínimo sinal de que esse famoso rio está limpo e sadio, bem como o Tâmisa em Londres, onde também se pescam peixes. Meu pai que nasceu no bairro da Lapa, São Paulo, aprendeu a nadar no rio Tietê na década de 40.  Será que um dia veremos de novo o rio Tietê ser um rio limpo e piscoso?

 

"A história da humanidade é a história das lutas de classes". Karl Marx

 
imagem de Luiz Seixas
Luiz Seixas

Vejam a diferença na dentição. O dentes do pacu lembram incisivos; os da piranha parecem caninos.

Dentição de pacu: incisivos, ao invés de caninos.
 

LS

 
imagem de foo
foo

Essa foto nao e' de um pacu, e' de uma piranha.

 
 
imagem de Mário Mendonça
Mário Mendonça

Nassif

Como será que esses peixes chegaram lá heim...!!!...???...

 

Mário Mendonça

 
imagem de Fernando Bueno
Fernando Bueno

Pois não é?!?

Se traficam peixe, imagine o que mais não passa.

 
 
imagem de Maria Luisa
Maria Luisa

 Nossa! E eu morrendo de vontade de comer uma pacu assado ou uma ventrecha. Se eu soubesse que poderia encontra no rio Sena!!!

 
 
imagem de Prometeu
Prometeu

Maria Luisa,

Vejo que você aprecia um prato muito comum na Amazônia e que consta nos cardápios como Hipoglós.

Pois é... o tal de "pacu assado".

 
 
imagem de Anarquista Lúcida
Anarquista Lúcida

Ai que baixo nível... 

 
 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!