Ônibus de SP exibirão vídeo sobre a visibilidade lésbica

Autor: 
Autor: 

Sugerido por Gunter Zibell

http://www.doistercos.com.br/onibus-de-sao-paulo-exibirao-video-sobre-a-visibilidade-lesbica/

 

Cerca de dois mil ônibus do transporte coletivo da cidade de São Paulo,
exibirão por uma semana, entre os dias 24 e 31 de agosto, um vídeo
institucional alusivo ao Dia da Visibilidade Lésbica. A ação é fruto de
parceria entre a Coordenação de Políticas LGBT, da Secretaria Municipal de
Direitos Humanos e Cidadania e da SPTrans, da Prefeitura de São Paulo.

Parte das atividades promovidas no mês de agosto pela Coordenação de
Políticas LGBT, o vídeo foi produzido com a participação de ativistas da
cidade de São Paulo e traz mensagens de respeito à diversidade e aceitação
da pluralidade. A iniciativa remete ao dia 29 de agosto, Dia Nacional da
Visibilidade Lésbica. A ideia de se usar o termo “visibilidade” objetiva
colocar em cena questões pertinentes a mulheres lésbicas e bissexuais, para
que elas sejam reconhecidas na vida social como sujeitos de direitos, como
cidadãs.

O diretor de Marketing da SPTrans, Mauro Scarpinatti, diz que a ação faz
parte do compromisso social da autarquia. A 17ª Parada do Orgulho LGBT do
município, realizada em 2 de junho, foi tema de uma edição semanal do
Jornal do Ônibus, que circula em cerca de 15 mil veículos, resultado da
mesma parceria.

O Coordenador de Políticas LGBT da Prefeitura, Julian Rodrigues, afirma que
essa é uma forma de ampliar o potencial de defesa da cidadania, a partir do
cotidiano das pessoas. “É uma iniciativa que tem toda a relação com o
objetivo principal do Dia da Visibilidade Lésbica; queremos levar ao
cidadão paulistano uma mensagem de respeito à diversidade. Realizar ações
de promoção da cidadania de mulheres lésbicas, bissexuais, travestis e
transexuais é prioridade da nossa gestão na Coordenação de Políticas LGBT
da Prefeitura de São Paulo”.

Também no sábado, 24 de agosto, será realizado o Encontro Municipal de
Mulheres Lésbicas e Bissexuais. Será no Hotel Braston, rua Augusta, nº 237.
Laicidade do Estado, direitos sexuais e reprodutivos, violência e políticas
de educação estão entre os temas que serão debatidos.

Assista  aqui 

Nenhum voto
35 comentários
imagem de Carlos Lima
Carlos Lima

HADDAD, como pessoa não tem nada que me condene de homofobia, racismo, ou qualquer outro crime que discrime a pessoa humana, entendo o problema da afirmação homossexual e o sofrimento de sentir que é tratado com diferença. Porém sempres respeitei as pessoas e pelo fato de respeitar exijo também respeito. Não creio que deixaria meu filho se uma professora ou professor expusesse algum vídeo falando" Se Maria não quer pode ir com Joãozinho" pelo menos foi parte do pouco que vi do vídeo do kit gay. Assim como os gays tem suas filosofias, me assiste o direito de ter as minhas, Não sou contra preferência de ninguém e isso não é demanda de governos, nem de PT, nem de PSDB ou qualquer partido que estiver no poder. Cabe aos partidos fazerem leis para protegerem as minorias, más não significa asunto sem discussão com a maioria. Não concordo com filosofia unica toda ela baseada em preferência sexual, sexo é um assunto de foro íntimo de cada um e que cada um arque com o prazer e os desprazeres de suas escolhas, transferir isso para os governos é uma covardia sem tamanho. Se você for ao cinema, tem cartazes indicativos de cada filme, você assiste se quiser, agora fazer as pessoas na marra que pega um ônibus para se deslocar ou ir trabalhar e não pergutar a elas se querem assistir esse vídeo, ai coisa ficou perigosa é muita foçassão de barra. Eu sou hetéro não é so porque gosto de mulher, eu sou hetéro por muitas situações e não é preciso ficar alardeando isso sem mais nem menos, esse troço ficou chato, se uma criança estiver com dor de barriga você pode até obrigar ela a tomar chá de boldo, más você não pode obrigar ela a gosta de chá de boldo, ela continuará não gostando. Acho que os gays já estão inseridos na sociedade e o problema de agressões é caso de polícia e justiça, assim como covardes agridem mulheres, crianças, idosos e pessoas de todo tipo. Você atunuar um crime porque foi praticado em um gay, e esse mesmo crime ser mais brando praticado em um não gay fica meio estranho, é como se os seres humanos passasem uns a ter mais valor que outros, isso é inadimissivel. Considerar homossexualismo uma coisa anormal não é homofobia, homofobia seria considerar o gay anormal, ai sim seria homofobia, eu sinceramente não acho normal homossexualismo, isso não é padrão audiovisual para nada, isso não é cultura e não é e nunca será uma filosofia de vida normal, pois é uma coisa que quando você vislumbra um futuro distante a humanidade deixará de existir por não ter como se procriar. Não há lógica humana no homossexualismo. É apenas uma preferência sexual, como qualquer outra preferência, porém o gay não se dissocia da prática e transforma a sua vida apenas na preferência sexual e vira esse dilema sem fim. Os gays estão ficando agressivos, partidarizados, deslocados de religiosidade, ou você pensa gay ou logo não pensa, não está havendo responsabilidade no questionamento, virou na mídia uma unanimidade burra, a maioria tem sim o direito de opinar. Olhem o caso do FELICIANO, ele esta realmente no lugar errado, más ele como parlamentar e eleito pelo voto tem o direito de esta lá. Se ele cometeu crime que pague como qualquer brasileiro, ele não pode ser destituído apenas porque não comunga com o homossexualismo, isso também é um tipo de linchamento e de preconceito por diversividade de pensamento. O cara é um mané, é, más os manés também tem direitos. Essa obrigação de o cidadão comum assistir filme Pornô lésbico no ônibus não é formula de educação é ditadura gay mesmo, eu até discordava da frase, más o que parece é isso mesmo. O HADDAD tem o dom de acabar com PT aos poucos.

 
 
imagem de leodfff
leodfff

visibilidade lésbica? KKKKKK

estão indo longe demais. Já estão por toda parte. O querem mais?

 
 
imagem de Ed Döer
Ed Döer

Apesar da causa ser nobre, se há um espaço em coletivos que pode ser explorado por propaganda, a mesma deve ser usada para garantir recursos para um transporte público com mais qualidade e/ou menor custo.

Talvez isso explique a falta de defensores do Haddad no post.

 
 
imagem de Gunter Zibell - SP
Gunter Zibell - SP

Acho que seria 'progressista' pensar que ônibus não servem só para explorar propaganda 'capitalista'

Assim, se uma prefeitura decide usar um pouco de tempo (que poderia ser vendido) por uma causa nobre, ligada à igualdade de visibilidade (e, indiretamente, à redução de injustiças e violência), deveria ser elogiada...

Esse é um trabalho para qualquer governo e usar os próprios equipamentos já disponíveis pode ser até o modo mais barato para fazê-lo. E, com o tempo que as pessoas passam nos ônibus em SP, esse é um recurso abundante, não escasso, infelizmente.

Agora, defender o trabalho de uma prefeitura do PT justamente junto aos petistas, bom, não é obrigação minha. 

Como sempre, apenas defendo o que julgo bom e critico o que julgo ruim.

 

"Eu abri uma frestinha na porta do armário. Dei uma escapadinha para fora. Eu entro no armário de novo e tranco a porta. Boto cadeado. Juro." http://www.facebook.com/FelixBichaMa

 
imagem de Orlando
Orlando

Gunter

Acho que o movimento lgbts está longe, no Brasil, ou alhures, de ter crise de visiblidade. De dez programas da Globo, pelo menos sete são simpáticos ou mostram representantes lgbts - de Daniela Mercury a Jean Willys. Ontem mesmo, o programa Na Moral, Globo, fez um programa inteiro sobre lgbts. O mesmo ocorre na GNT e, grosso modo, em grande parte dos canais de tv paga, em especial. Ademais, há duas das maiores paradas lgbts do Planeta : Rio e São Paulo. Isso com recursos financeiros, e outros, do erário público. Isto è, todos os cidadãos pagam, lgbts ou não, para que o evento, parada, lgbts ocorram. inclusive religiosos pagam. Ademais, a mídia, em geral, revistas, jornais e internet tem sido simpáticos aos lgbts. Quanto a assassinatos, se são 300 assassinatos de gays, quanto a negros, no Brasil, em especial jovens negros, os números podem chegar a 3.000 negros. Infelizmente, a mídia jamais foi solidária com cotas e ações afirmativas para negros e, sobretudo, nunca os negros tiveram uma passeata/parada custeada pelo Estado de São Paulo ou Rio. E quanto à Marcha para Jesus, nem a paulista é liberada, isso sem contar que o governo não dá nenhuma ajuda financeira para os religiosos. E a parada religiosa é, em São Paulo, feita na periferia da cidade. Isto é, com a menor visiblidade possível...

 Prezado, falar em falta de visibilidade de lgbts é piada! Conta outra! 

 
 
imagem de Orlando
Orlando

O transporte coletivo ônibus/metro/trem e afins, é, ou deveria, ser isento de propagandas institucionais de qualquer grupo representativo da sociedade: brancos, negros, lgbts ou religiosos. Se uma pessoa paga pelo transporte público, o que ela quer é ser levada de um lado para outro  da cidade e não ser exposta a material  midiático que, de alguma forma, não tenha sido ela que escolheu – sem dúvida isso é um constrangimento. Do mesmo modo,  alunos ateus não podem ser submetidos, em escolas, ao constrangimento de proselitismo religioso, igualmente, pessoas que usam o transporte público, e que de alguma forma se sintam incomodadas com o mundo lgbts, [isso não tem nada a ver com homofobia] não devem ser obrigadas à assistir algo que a incomode. O mesmo se aplica a qualquer material veiculado em transporte público: a favor de cotas, proselitismo religioso, propaganda politica etc. Ademais, os recursos financeiros usados para fazer a campanha é do erário público, isto é, todos pagam. O que dirá o prefeito quando o Movimento sem Teto quiser ter o mesmo tratamento, isto é, um vídeo em favor da “causa” sem teto veiculado em transporte público?

 
 
imagem de alexis
alexis

 

Gay gosta de aparecer, das mais diversas formas, e a mídia é ávida para este tipo de notícia e parece estimular à juventude para atitudes como esta. A maioria da população que critica este tipo de comportamento social (não a pessoa) é tachada de homofóbica. 

A sociedade deve tomar posição e cuidados perante esta amplificação artificiosa dos assuntos relacionados com Gay. Hoje parece que basta apenas sair beijando gente do mesmo sexo, nesta sociedade com cara de Big Brother, para aparecer em capa de jornal e ser eleito até Deputado.

O mundo arco-íris não tem limites e está abusando do seu direito de quere ser mais “igual” que os outros. Chega de super direitos e de dar importância a esta turma de emergentes sexuais. Se quiserem ser famosos devem fazer o mesmo longo e trabalhoso caminho percorrido por qualquer hetero, de escrever um livro, de salvar vidas, de fazer bonitos gols (no caso do Emerson) ou de participar em atividades e feitos que contribuam para o desenvolvimento da humanidade, do país, ou até pelo seu bairro. Assim, será respeitado pelos seus feitos, independentemente da sua opção (livre e “PRIVADA”) sexual.

 
 
imagem de Gunter Zibell - SP
Gunter Zibell - SP

Quais são os super direitos?

 

"Eu abri uma frestinha na porta do armário. Dei uma escapadinha para fora. Eu entro no armário de novo e tranco a porta. Boto cadeado. Juro." http://www.facebook.com/FelixBichaMa

 
imagem de André de Sousa Bastos
André de Sousa Bastos

Vc pensa que fala do outro mas na verdade fala de si próprio, é a tal transferência, Freud explica

 
 
imagem de Gunter Zibell - SP
Gunter Zibell - SP

Interessante que, apesar da notícia ser favorável à prefeitura de Haddad, e neste blog haver confessos simpatizantes de seu governo, não apareceu quase nenhum deles pra elogiar a medida.

Vai entender o mundo!

 

"Eu abri uma frestinha na porta do armário. Dei uma escapadinha para fora. Eu entro no armário de novo e tranco a porta. Boto cadeado. Juro." http://www.facebook.com/FelixBichaMa

 
imagem de alexis
alexis

Não acho isso nada favorável ao Haddad!

 
 
imagem de Gunter Zibell - SP
Gunter Zibell - SP

Eu acho que é super pró-Haddad. O prefeito deu várias declarações confusas no ano passado, algumas que repercutiram muito mal, e é importante o trabalho de recuperar a imagem de defensor de direitos civis e humanos junto aos 20% de eleitorado composto por LGBTs e parentes diretos.

 

"Eu abri uma frestinha na porta do armário. Dei uma escapadinha para fora. Eu entro no armário de novo e tranco a porta. Boto cadeado. Juro." http://www.facebook.com/FelixBichaMa

 
imagem de Gilson AS
Gilson AS

Do Face

CADÊ A MÍDIA? CADÊ OS ATIVISTAS? Pois, agredir Padres e Pastores é fácil.
Já fazem 3 dias que os corintianos, foram ao CT do Parque Ecológico protestar contra Emerson. "Vai beijar a p.q.p. Aqui é lugar de homem", "Respeito é pra quem tem", "Viado não aceitamos" e "Viado não" diziam as faixas carregadas. Esperando o movimento gay, invadir e agredir os Gaviões...

 

 

gAS

Cuidado com o que você pensa, pois a sua vida é guiada pelos seus pensamentos. Salomão

 
imagem de Spin in Progress1
Spin in Progress1

Esse comentário acima, de Gilson Alves,  com essas frases que incitam o ódio precisa ser denunciado, isso é incompativel com o espírito deste blog, o neonazismo russo tá fazendo escola, dias atrás pai e  que estavam de mãos dadas foram covardemente atacados por terem sido confundido com gays, sendo que um deles teve a orelha arrancada por um dos ca~es raivosos, agora fazem isso com esse jogador, que absurdo:

Amigo diz que brincadeira com Sheik é um recado contra o preconceitoIsaac Azar explica que não há polêmica na foto em que aparece dando um selinho em Emerson, e avisa: 'É preciso parar com a homofobia', por Marcelo Prado, em SP Reprodução Instagram)Emerson Sheik dá selinho em Isaac e provoca
polêmica (Foto: Reprodução Instagram)

Amigo do atacante Emerson Sheik, o chef de cozinha Isaac Azar saiu em defesa do jogador corintiano, que publicou uma foto com os dois dando um selinho na noite de domingo, após a vitória do Timão sobre o Coritiba, por 1 a 0, no estádio do Pacaembu. Em conversa com a reportagem do GLOBOESPORTE.COM, Isaac disse que o ato foi um recado contra o preconceito.

- O Sheik é um grande amigo meu. Sou pai de duas filhas, minha mulher está grávida de nove meses. Costumo cumprimentar minhas filhas com um selinho. Somos todos seres humanos. Essa foto é para aqueles que defendem absurdos como ‘cura gay’. O Sheik estava com a namorada e gosta de mulher. Não tem polêmica nenhuma - afirmou o chef.

A foto foi tirada num dos restaurantes de Isaac, na região central de São Paulo, onde Sheik é frequentador assíduo. A cena, divulgada na conta pessoal do jogador, provocou muita polêmica nas redes sociais. Alguns torcedores do Corinthians, inclusive, pediram a saída do atacante do Parque São Jorge.

- Já vimos essa cena outras vezes no futebol. É preciso parar com a homofobia. O mundo de hoje não admite mais essa coisa - ressaltou o chef.

Isaac e Sheik já demonstraram publicamente a forte amizade em outras ocasiões. Quando marcou no empate por 2 a 2 com o Palmeiras, no Campeonato Paulista deste ano, o atacante fez o gesto "embala neném" para homenagear o bebê de Isaac, que está para nascer. O chef retribuiu batizando um risoto de frutos do mar com o nome do amigo.

 Leandro Canônico)Emerson Sheik cozinha ao lado de Isaac, em março deste ano (Foto: Leandro Canônico)

 

 
 
imagem de Spin in Progress1
Spin in Progress1

Os homofóbicos devem ter ficado excitados com o selinho, daí a reação...rss

 
 
imagem de Zanchetta
Zanchetta

Esse problema todo com o Sheik não tem nada a ver com homo...qualquer coisa. A torcida do corinthians é useira e vezeira em chamar as torcidas adversárias de bambi, sereia, etc... Lembro bem a hostilização que o Richarlyson sofria pelas Gaviões, causando sua "expulsão" do time do São Paulo.

O que está acontecendo agora é um troco em cima da "Beija Flor da Fiel" e depois de 20 anos de "Faz-me-rir", eles não aguentam uma gozação.

 
 
imagem de Gunter Zibell - SP
Gunter Zibell - SP

E alguém se dá ao trabalho de compartilhar isso no face?

A "manif" de 3 dias atrás só teve 5 (cinco) corintianos protestando contra Emerson.

Sejamos realistas. Quem não se manifesta consente. (ver mais)

 

Re: Ônibus de SP exibirão vídeo sobre a visibilidade lésbica
 

"Eu abri uma frestinha na porta do armário. Dei uma escapadinha para fora. Eu entro no armário de novo e tranco a porta. Boto cadeado. Juro." http://www.facebook.com/FelixBichaMa

 
imagem de will
will

Sintam-se extremamente privilegiados (as).

As crianças,  os  negros, os pobres, os moradores de rua,  aguardam sua vez.

Nao esperem de mim, o tratamento especial, pra mim é indiferente.

Temo apenas que os os outros  privilégios nao cheguem aos demais por serem heterossexuais.

 

O mestre disse: Pode-se induzir o povo a seguir uma causa, mas não a compreendê-la. Confúcio

 
imagem de Gilson AS
Gilson AS

Deveria promover também a marcha para Jesus, afinal, os cristãos somam  mais de 80% da população brasileira.

Ou falar de Jesus não pode, porque  o estado é laico ?

 

gAS

Cuidado com o que você pensa, pois a sua vida é guiada pelos seus pensamentos. Salomão

 
imagem de Gunter Zibell - SP
Gunter Zibell - SP

Há algum problema de 'visibilidade' envolvido? Não estamos falando aqui de 'promoção'.

 

"Eu abri uma frestinha na porta do armário. Dei uma escapadinha para fora. Eu entro no armário de novo e tranco a porta. Boto cadeado. Juro." http://www.facebook.com/FelixBichaMa

 
imagem de Gilson AS
Gilson AS

OK, não estamos falando de promoção e sim de visibilidade.

Então proque não dá visibilidade para marcha para Jesus ?

Ou você não concorda ?

Só vale visibilidade para o grupo GL..... ?

 

gAS

Cuidado com o que você pensa, pois a sua vida é guiada pelos seus pensamentos. Salomão

 
imagem de Gunter Zibell - SP
Gunter Zibell - SP

Porque o problema para LGBTs é a invisibilização de suas questões, materializado na invisibilização de suas pessoas. O preconceito leva a isso.

Esse processo se dá de várias formas, a mais comum é o Estado fingir que não existimos. Fingir que não há 300 assassinatos motivados por homofobia (isto é, crimes de ódio, sem relação a outras causas.)

E em geral é um processo 'oficial', rompido apenas na superfície agora.

Existe preconceito contra os marchantes para Jesus? Existe alguma dificuldade para pentescostais serem 'visíveis'? Ainda mais com tantas televisões?

Qual a demanda de fundamentalistas que não é atendida?

Crimes de ódio por intolerância religiosa, que praticamente não existem, já são criminalizados desde 1997.

E evangélicos, pentescostais, etc podem se casar desde sempre.

E têm uma bancada com 90 deputados. Que não pedem nada para si, na verdade, além das isenções tributárias em comunicções, mas pedem muito para subtrair dos outros.

Pense mais.

 

 

"Eu abri uma frestinha na porta do armário. Dei uma escapadinha para fora. Eu entro no armário de novo e tranco a porta. Boto cadeado. Juro." http://www.facebook.com/FelixBichaMa

 
imagem de Orlando
Orlando

Gunter

Acho que o movimento lgbts está longe, no Brasil, ou alhures, de ter crise de visiblidade. De dez programas da Globo, pelo menos sete são simpáticos ou mostram representantes lgbts - de Daniela Mercury a Jean Willys. Ontem mesmo, o programa Na Moral, Globo, fez um programa inteiro sobre lgbts. O mesmo ocorre na GNT e, grosso modo, em grande parte dos canais de tv paga, em especial. Ademais, há duas das maiores paradas lgbts do Planeta : Rio e São Paulo. Isso com recursos financeiros, e outros, do erário público. Isto è, todos os cidadãos pagam, lgbts ou não, para que o evento, parada, lgbts ocorram. inclusive religiosos pagam. Ademais, a mídia, em geral, revistas, jornais e internet tem sido simpáticos aos lgbts. Quanto a assassinatos, se são 300 assassinatos de gays, quanto a negros, no Brasil, em especial jovens negros, os números podem chegar a 3.000 negros. Infelizmente, a mídia jamais foi solidária com cotas e ações afirmativas para negros e, sobretudo, nunca os negros tiveram uma passeata/parada custeada pelo Estado de São Paulo ou Rio. E quanto à Marcha para Jesus, nem a paulista é liberada, isso sem contar que o governo não dá nenhuma ajuda financeira para os religiosos. E a parada religiosa é, em São Paulo, feita na periferia da cidade. Isto é, com a menor visiblidade possível...

 Prezado, falar em falta de visibilidade de lgbts é piada! Conta outra! 

 
 
imagem de Spin in Progress1
Spin in Progress1

Essa bela bordoado no longe da realidade do outro, longe pq desinformado,  merece ser upado

 
 
imagem de Marcel santos
Marcel santos

Estamos sim! E claramente uma promoção , com imagens e sons para enganar pessoas!

 
 
imagem de Marcel Santo
Marcel Santo

então será permitido também que videos religiosos sejam mostrados, bem como videos de todos os segmentos da sociedade ou somente os da moda?

 
 
imagem de junior50
junior50

   Esta é para irritar meus amigos gays - masculinos e homofóbicos em geral.

   A atitude de dar visibilidade a outros generos, principalmente os derivados de origem feminina ou os que buscam formas femininas, é na realidade um ótimo passo contra a ditadura gay que existe: a dos gays masculinos, que se "acham" as lideranças incontestaveis do movimento LGBT ( para eles, lGMb-t).

    

 

junior50

 
imagem de Gunter Zibell - SP
Gunter Zibell - SP

Menos Junior. Se você tiver facebook busque inscrição no grupo "Todos contra a homofobia, lesbofobia e transfobia".

Pode se surpreender, pois não rola esse machismo não. E eu não o vejo no discurso dos militantes mais conhecidos (Fischer, Wyllys, Reis, Magno, Mott)

Ivone Pita, João W Nery (transhomem), Maitê Schneider (transmulher) são considerados lideranças.

Referências políticas como a ex-primeira ministra da Islândia e a provável futura prefeita de N.York são sempre lembradas.

Se há mais gays masculinos visíveis é por coincidência ou massa crítica, não por outro motivo.

Note que essa campanha do post foi bolada por um homem, o Julian (CADS-SP). Um programa de treinamento profissional para trans foi defendido e propagado por outro homem, o Tufveson (CADS-RJ)

 

"Eu abri uma frestinha na porta do armário. Dei uma escapadinha para fora. Eu entro no armário de novo e tranco a porta. Boto cadeado. Juro." http://www.facebook.com/FelixBichaMa

 
imagem de Carlos Lima
Carlos Lima

Haddad com essa confessou ser ele o pai do kit gay.

 
 
imagem de Gunter Zibell - SP
Gunter Zibell - SP

Você está tentando indispor Haddad junto a conservadores?

Porque com esse episódio do Kit Antihomofobia ele não ganhou credibilidade nenhuma junto a LGBTs, ao contrário, pegou muito mal ele ter cancelado o projeto, uma semana depois de elogiá-lo, tão somente para agradar a bancada PSC/PR/PRB. TODO mundo sabe que não teve nada de 'técnico' nisso, até o video citado como 'problema' já era usado pela SEE-SP. E a ong que elaborou o material foi a mesma que fez para Serra. E João Campos (PSDB-GO) deu entrevistas sobre os 'bastidores' dessa negociação tosca.

É justamente desde então que estive um pé atrás em relação a PT e Governo. Agora, por outras coisas que sucederam, estou com os dois pés atrás (mas isso é outra estória.)

Dobrar o investimento na Parada de SP e ações como esta anunciada hoje são apenas cumprimento de campanha. Ele usou a expressão LGBT no discurso de vitória e, antes disso, colocou muitos pontos no programa de candidatura:

http://www.advivo.com.br/blog/gunter-zibell-sp/o-programa-simpatizante-de-haddad

E ainda pediu, às vésperas do 2º turno, para a ABGLT divulgá-lo como 'simpatizante' (apesar dele não ter assinado a carta normalmente requerida par tal.)

Então... Se um político do PT faz algum esforço por resgate da cidadania de LGBTs não faz mais que obrigação, a meu ver.

Pra mim ainda está devendo se desculpar pelo abandono do kit (abandono esse endossado pelo sucessor Mercadante) e por ter se recusado, em entrevista ao MixBrasil, em reunião com o setorial LGBT do PT-SP (em maio/2012), a se declarar favorável ao casamento homoafetivo e criminalização da homofobia. Coisas que Alckmin endossou em entrevista ao mesmo blog dois meses antes.

 

 

"Eu abri uma frestinha na porta do armário. Dei uma escapadinha para fora. Eu entro no armário de novo e tranco a porta. Boto cadeado. Juro." http://www.facebook.com/FelixBichaMa

 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!