Re: As manifestações de rua e uso oportunista da Copa

imagem de Rafael Dubeux
Rafael Dubeux

De tanto falarem e de tanto ouvir números duvidosos, resolvi olhar os números exatos. 

Apesar de alguns questionamentos válidos sobre a Copa (excesso de cidades-sede e gigantismo de alguns estádios em cidades sem grandes torcidas), não tem consistência o argumento de que a Copa é que está tirando os recursos de educação e saúde. Aos números:

 Orçamento do Ministério da Educação só em 201274,2 bilhões (só federal, não estou incluindo recursos estaduais e municipais na área)Orçamento do Ministério da Saúde só em 201291,7 bilhões (só federall, não estou incluindo recursos estaduais e municipais na área) Investimentos para a Copa distribuídos ao longo de cinco anos, em todos os níveis (federal, estadual e municipal): 26,6 bilhões, dos quais apenas 7,1 bi são em estádios (nenhum do orçamento federal, que apenas concedeu empréstimos). Os demais 19,5 bi estão divididos em mobilidade urbana, aeroportos, segurança pública, telecomunicações, portos e desenvolvimento turístico. Em resumo: foram 7,1 bi em estádios dividiso em cinco anos (1,4 bi por ano), contra orçamento de 74,2 bi para a educação e 91,7 para a saúde apenas no âmbito federal. Confiram aqui as fontes:Fonte para os orçamentos dos ministérios: http://www.planejamento.gov.br/secretarias/upload/Arquivos/sof/orcamento_12/L12595_12_Anexo_II.pdfFonte para os gastos da Copa:http://www.transparencia.gov.br/copa2014/empreendimentos/investimentos.seam?menu=2&assunto=tema