Estudo desmistifica universo de moradores de rua no RJ

Por alfeu

Da Revista Fórum

Estudo no RJ mostra que maioria da população de rua não bebe nem usa drogas

Pesquisa constata ação equivocada de agentes da prefeitura, com abordagens violentas

Por Igor Carvalho

Moradores de rua são alvo de ação da Prefeitura do Rio de Janeiro (Foto: Marcelo Camargo/ABr)

O Núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro realizou um estudo para traçar um perfil das pessoas em situação de rua, na região metropolitana da capital. A pesquisa derrubou mitos e trouxe à tona outra realidade sobre o perfil dessa população. Somente 13% dos moradores de rua são analfabetos, 65% não bebem e 62% não usam drogas.

“A intenção do projeto era realizar um mapeamento dessa população. É muito difícil realizar esse censo, nem o Censo do IBGE os afirma, pois parte da premissa do endereço,ou seja,  são pessoas invisíveis”, afirmou a coordenadora do estudo, Juliana Moreira.

Para o vereador Renato Cinco (PSOL), a desmistificação dos hábitos da população de rua é “extremamente importante”. “Esse estudo fortalece uma crítica que fazemos ao governo e para a imprensa, que sempre transformou a população de rua como ‘cracudos’. Espero que possamos tratar dessa população sem os estigmas e os mitos que recaem sobre eles.”

“Há relatos durante as entrevistas de violação de Direitos Humanos por parte dos agentes da prefeitura. Os relatos apontam que esses agentes rasgam os documentos”, disse Cinco sobre o projeto “População de Rua”, da prefeitura do Rio, que começou em dezembro. “Tenho escutado muitas denúncias de violência contra moradores de rua nessas abordagens do projeto. É um processo de higienização no Rio de Janeiro.”

O Ministério Público do Rio entrou com uma ação civil pública, onde pede a perda de função pública e suspensão por cinco anos dos direitos políticos do prefeito Eduardo Paes e do secretário de governo, Rodrigo Bethlem, por conta da ação adotada contra moradores de rua. Segundo a promotoria, os agentes utilizam armas de fogo para levarem compulsoriamente as pessoas a um abrigo.

A ausência dos documentos evita que pessoas em situação de rua não tenham acesso a políticas sociais. A Defensoria escutou 1.247 pessoas em situação de rua, destes, 1.049 não possui acesso a benefícios assistenciais.

Com os resultados, a Defensoria irá estabelecer parcerias com o Tribunal de Justiça e o Ministério do Trabalho, para emitir novos documentos e emitir a Carteira de Trabalho da população de rua.

Nenhum voto
5 comentários
imagem de isadora
isadora

Nassif, me desculpa, mas essa foto foi clicada em uma praça de New York.

 
 
imagem de isadora
isadora

Essa foto foi clicda em uma praça de New York.

 
 
imagem de Andre Colares
Andre Colares

Não se iluda, Eduardo é apenas " secretária" de Sérgio Cabral !...

 
 
imagem de alfredo machado
alfredo machado

alfeu,

1.250 pessoas é muito pouco, para que o governo municipal não consiga promover medidas de ordem social e reduzir a população de rua,aquela que efetivamente mora nas ruas.

Se diz que também vai emitir carteira de trabalho, a prefeitura do RJ deixa no ar que deve vir a conseguir viabilizar acesso ao mercado de trabalho para alguns do grupo.

A maioria dos moradores de rua não é "cracuda", basta reparar neles sem medo. Onde moro existem dois que possuem família normal, mas não conseguem se ajustar; um deles, parece que advogado, "pirou" de vez quando a mulher foi embora, passando o dia prá lá e prá cá com um gravador na mão a ouvir música.

A turma do crack é a garotada, em grande quantidade e problema de difícil solução.Acredito que o ECA não contribua de fato para resolver esta situação, um barril de pólvora.

 
 
imagem de Anarquista Lúcida
Anarquista Lúcida

Eduardo Paes é um fascista, travestido de moço bonito. 

 
 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!