A crítica ao outro, como forma de escamotear nossas falhas

Por Assis Ribeiro

Do Zwela Angola

O Perigo em Procurar Defeitos nas Pessoas

Por MARCO FRAZÄO 

No mundo em que vivemos a competição é uma constante, a grande maioria das pessoas vivem em uma eterna competição, seja no trabalho, seja na escola e principalmente no lar.

Quanto mais próximos somos de alguém, maior a nossa percepção sobre o modo de ser desta pessoa e sem nos darmos conta, estamos criticando ás suas imperfeições.

Um simples comentário pode se transformar em uma fornalha de criticas e acusações.

A procura de defeitos nos outros distorce nossa percepção de várias maneiras. Em primeiro lugar, temos a impressão errada de que somos superiores às outras pessoas. Quando nos preocupamos com as imperfeições alheia, deixamos de dar atenção a nossos próprios defeitos. Desenvolvemos uma espécie de hipermetropia social, focalizando nossa visão e modo de vida nas falhas alheias.
Quando procuramos defeitos nas pessoas, arriscamos-nos a confundir a aparência com a essência. Sendo incapazes de discernir os pensamentos e intenções das pessoas que nos cercam, baseando nosso julgamento apenas no que vemos e supomos erroneamente.

Spencer W.Kimball, falecido Presidente e profeta de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ( www.lds.com.pt ) declarou que julgamos erroneamente sempre que procuramos interpretar ou compreender os motivos que " levam as pessoas " a agir desta ou daquela maneira, através de nossos próprios valores, conceitos ou modo de ver as coisas. [ O Milagre do Perdão ( 1974), pag. 257 ].

Talvez nos consideremos melhores do que as pessoas cujas falhas são óbvias simplesmente porque muitas de nossas faltas sejam de natureza íntima e oculta. Se projetarmos nossas falhas nas outras pessoas, então é provável que nossa atitude para com elas seja um termômetro de nossas próprias fraquezas.

Outro perigo em dar demasiada atenção aos defeitos alheios é que isso impede o nosso progresso pessoal e espiritual. Deixamos de ver nossos próprios defeitos e assim perdemos um tempo valioso em busca de corrigir nossas falhas. Cresce em nós o orgulho e a presunção. Na clássica fabula de ESOPO ( A Lebre e a Tartaruga ), temos um exemplo clássico deste orgulho e presunção. Uma lebre e uma tartaruga resolveram apostar uma corrida. A Lebre partiu em disparada, deixando a Tartaruga para trás. A Lebre ficou cansada e, segura da vitória, decidiu parar e descansar um pouco. Caiu no sono, enquanto a persistente Tartaruga passou silenciosamente por ela e continuou em frente, até ganhar a corrida. O problema da Lebre não foi sua falta de capacidade para terminar a corrida. Ao contrário. Seu problema foi achar que a corrida já estava vencida e haver se julgado superior a Tartaruga.

Se, da mesma forma que a Lebre, acharmos que já vencemos a corrida, passaremos a salientar nossa superioridade em relação às outras pessoas em vez de procurar vencer nossas próprias fraquezas.

Não devemos nos esquecer que somos humanos, passamos por dificuldades, fraquezas e fracassos na vida, mas que tudo isso pode ter por objetivo nos tornarmos mais dotados de compaixão pelas pessoas e desenvolver amor a Deus.

Keep Walking....´.


Nenhum voto
8 comentários
imagem de jns
jns

A DIVINA INVEJA

Fernando Pessoa


      Sempre que tenho uma sensação agradável em companhia de outros, invejo-lhes a parte que tiveram nessa sensação. Parece-me um impudor que eles sentissem o mesmo do que eu, que me devassassem a alma por intermédio da alma, unissonamente sentindo, deles.
      A grande dificuldade do orgulho que para mim oferece a contemplação das paisagens, é a dolorosa circunstância de já as haver com certeza contemplado alguém com um intuito igual.
      A horas diferentes, é certo, e em outros dias. Mas fazer-me notar isso seria acariciar-me e amansar-me com uma escolástica que sou superior a merecer. Sei que pouco importa a diferença, que com o mesmo espírito em olhar, outros tiveram ante a paisagem um modo de ver, não como, mas parecido com o meu.
      Esforço-me por isso para alterar sempre o que vejo de modo a torná-lo irrefragavelmente meu — de alterar, mantendo-a mesmamente bela e na mesma ordem de linha de beleza, a linha do perfil das montanhas; de substituir certas árvores e flores por outras, vastamente as mesmas diferentissimamente; de ver outras cores de efeito idêntico no poente — e assim crio, de educado que estou, e com o próprio gesto de olhar com que espontaneamente vejo, um modo interior do exterior.
      Isto, porém, é o grau ínfimo de substituição do visível. Nos meus bons e abandonados momentos de sonho arquitecto muito mais.
      Faço a paisagem ter para mim os efeitos da música, evocar-me imagens visuais — curioso e dificílimo triunfo do êxtase, tão difícil porque o agente evocativo é da mesma ordem de sensações que o que há-de evocar. O meu triunfo máximo no género foi quando, a certa hora ambígua de aspecto e luz, olhando para o Cais do Sodré nitidamente o vi um pagode chinês com estranhos guizos nas pontas dos telhados como chapéus absurdos — curioso pagode chinês pintado no espaço, sobre o espaço-cetim, não sei como, sobre o espaço que perdura na abominável terceira dimensão. E a hora cheirou-me verdadeiramente a um tecido arrastado e longínquo e com uma grande inveja de realidade...

 
 
imagem de Dani
Dani

 
 
imagem de jns
jns

“Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância."

 
 
imagem de will
will

De um modo gral, sou um crítico voraz da sociedade em que vivo. certas coisas, para evitar que fique resmungando o tempo todo, acho melhor irrelevar e " keeping calm & keeping walk.."

Acho o texto muito ocidentalizado, mas nada que uma disciplina chinesa ( a boa ) não corrija.

Re: A crítica ao outro, como forma de escamotear nossas falhas
 

O mestre disse: Pode-se induzir o povo a seguir uma causa, mas não a compreendê-la. Confúcio

 
imagem de Clara!
Clara!

Will, eres tú, mi chino predilecto? SAUDADE cara! Qué bueno verte aquí!

Te dejo un abrazo graaaaaaaandote!!!

 
 
imagem de will
will

Clarita! 

Quando comecei a ler seu post vi que javia algo familiar! 

Que bom reencontrá-la! 

Ainda mais aqui no Nassif. ...Demorou...

Muito bom saber que ainda estamos compartilhando boas idéias!  

Un grande bejo!

 

O mestre disse: Pode-se induzir o povo a seguir uma causa, mas não a compreendê-la. Confúcio

 
imagem de Clara!
Clara!

El mundo es pequeño, Will..... Te dejo un abran abrazo, Will!!!!!!

........

Regresando al tema del tópico, cuando encontramos a alguna persona que se saca las culpas de encima para colocarlas en el otro, le podemos decir: "Me quiero mucho soy todo mío"!!!!

 
 
imagem de Clara!
Clara!

Es difícil dejar de lado nuestro Ego Personal, y por lo tanto reconocer que estamos errados en algunos casos y que la culpa fue nuestra. Al fin seres humanos imperfectos!

Puede ser que nos ayude lo siguiente (jejejejejejejejejeje!!): 

El Decálogo de la sencillez.

1. El primer mandamiento de la Sencillez es el Diálogo. Cualquier silencio prolongado se vuelve orgulloso o bien estúpido.

2. El segundo mandamiento de la Sencillez es la Risa. Purga la risa a la mente.

3. A pie, a pie conviene ir. En todo. En los paseos, en los oficios, en el amor, en el estudio.

4. Entre dos explicaciones, elige la más clara. Entre dos formas, la más elemental. Entre dos palabras, la más breve.

5. Nada de robinsonear. No estamos en una isla desierta, sino en una ciudad —dentro de otra ciudad, que es la Cultura— dentro de otra, a su vez, que es la Historia.

6. Te apoyarás en tus prejuicios, como en el primer peldaño de una escalera. Acaso más tarde descanses en ellos, como en un alto belvedere.

7. No seas miserable. Pero, no seas tampoco demasiado rico. Y que tu trabajo sea púdico. Sudar una fatiga en público significa siempre un acto de cinismo.

8. Ne quid nimis. La exquisita sobriedad en todo.

9. El noveno mandamiento de la Sencillez ordena no abusar de la llamada "vida interior".

10. Haz por llegar a viejo, candidato a la Sencillez. La Sencillez acabada exige tiempo para estar de vuelta de muchas complicaciones.

 
 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!