Bauman: as conseqüências humanas da Globalização

Por Assis Ribeiro

Globalização: As conseqüências humanas. 


BAUMAN, Zygmunt.
Todo esse processo de transformação redundou na precarização e na desintegração dos “laços humanos”, onde a vida seguida de seus padrões lógicos permeou a solidão e demudou as relações sociais em relações autônomas. Na construção da cidade idealizada, esqueceram que ela depende da oportunidade dada aos homens, pois são eles, e somente eles, que devem se privilegiar desta harmonia “os homens não se tornam bons simplesmente seguindo as boas ordens ou o bom plano de outros” (BAUMAN, 1999 p 54).

A cidade que outrora fora criada para preservar o coletivo dos males vindos de fora, agora serve para preservar os cidadãos do “inimigo interior”. Os muros não estão mais para proteger as cidades e, sim, para blindar o indivíduo que agora se protege dentro de sua casa e de seus muros.
Leia mais »

Países correm para defender território no Ártico

Por Paulo F.


Da Deutsche Welle


Países se armam para defender território no Ártico


Estudo revela como as nações que clamam território no Ártico estão se equipando para manter controle da zona gelada. Corrida é alimentada pelas riquezas escondidas debaixo da paisagem branca.



A defesa do território gelado e inóspito do Ártico entrou na lista dos gastos militares dos países com área costeira na região. Um estudo publicado pelo Instituto de Pesquisa sobre a Paz de Estocolmo (Sipri, na sigla em inglês), revela como Canadá, Dinamarca, Noruega, Rússia e Estados Unidos estão investindo para não perder o controle das zonas onde clamam soberania.


Leia mais »

Occupy Wall Street não apoiará ninguém nas eleições

Por alfeu

Do Opera Mundi


Occupy Wall Street critica Obama e diz que não apoiará ninguém nas eleições


A camisa social de manga curta, a expressão simpática e o sorriso de Stephen Lerner não denunciam a fala enfática e a atuação num dos movimentos mais contundentes do início do século XXI. Entretanto, o norte-americano de 54 anos é um dos mentores do movimento Occupy Wall Street.

Desde 17 de setembro de 2011, os protestos têm ocupado as ruas de diversas cidades contra a crise econômica nos EUA e contra a crescente influência empresarial na sociedade norte-americana. Há três décadas Lerner atua na organização de movimentos trabalhistas por melhor remuneração, condições de trabalho e qualidade de vida.

Sind bancários/divulgação

Lerner: somos um movimento horizontal, disperso, e por isso não iremos declarar apoio a nenhum candidato


Leia mais »

O reducionismo dos conflitos mundiais

Por Assis Ribeiro

Do Le Monde Diplomatique Brasil


A boa consciência faz a esquerda dormir


Por Jean Bricmont*


Reduzidos a uma luta entre o bem e o mal, longe de qualquer referência à história e à sociedade, os conflitos das últimas décadas desembocaram na estigmatização do antigo terceiro mundo e na instrumentalização dos direitos humanos. Tudo isso em nome de uma ideologia fundada sobre falsas simetrias


A queda do comunismo provocou um grande número de efeitos colaterais, em particular na maneira de pensar da esquerda. Enquanto existia, o comunismo forçava tanto seus partidários quanto seus adversários a refletir politicamente, quer dizer, a propor programas a curto e longo prazo, a fixar prioridades e a avaliar as correlações de força.


A filosofia moral subjacente, “científica” ou “materialista”, consistia em inserir as tragédias e os crimes, grandes ou pequenos, na cadeia de causas e consequências, e em pensar que a condição humana só podia ser melhorada por mudanças nas estruturas socioeconômicas. Além de estar presente nos comunistas, essa maneira de pensar se encontrava também nos social-democratas, quando eles realmente o eram, assim como na maior parte dos movimentos anticolonialistas. Toda a elaboração do direito internacional e a maioria dos esforços na busca pela paz eram ligadas a essa filosofia.


Leia mais »

As várias frentes na integração da América do Sul

Por Marco Antonio L.

Do Blog Democracia&Política

IDEIAS SOBRE A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA DA AMÉRICA DO SUL

“De modo geral, parece existir consenso de que o processo de integração econômica da América do Sul tende a avançar de forma consistente nos próximos anos. Essa expectativa otimista é resultante direta da atual crise do neoliberalismo e da recente ascensão de governos progressistas, desenvolvimentistas e de esquerdas na região. Apesar dos obstáculos, este é o momento de aproveitar as oportunidades e aprofundar as políticas integracionistas.

Por Luciano Wexell Severo

Leia mais »

O Brasil no caminho do desenvolvimento diferenciado

Por Marco Antonio L.

Do Blog Democracia&Política / Agência Estado

MODELO DE DESENVOLVIMENTO PRÓPRIO FAZ BRASIL SE DESTACAR NO MUNDO

Do "Estadão" [jornal que já se declarou, em editorial de out 2010, ser tucano-serrista]

“Ao discursar no “Fórum Social Temático” em Porto Alegre na quinta-feira (27), a presidente Dilma Rousseff criticou o "pensamento único" e disse que o País criou "alternativa democrática de desenvolvimento". A afirmação da presidente é consistente na visão do economista Eduardo Salomão Condé e do cientista político Francisco Fonseca, autores de estudo sobre a dinâmica social e econômica do Brasil.

Para os pesquisadores, o interesse pelo Brasil no cenário global deve-se não apenas à capacidade do País de manter elevados índices de crescimento econômico em meio às turbulências internacionais, mas principalmente por ter encontrado caminho de desenvolvimento diferenciado. 
Leia mais »

O eterno "faça o que eu digo" europeu

Por Mariana Silveira

 

O Brasil quer porque quer ser europeu e, para ser europeu, quer esconder o negro debaixo do tapete. E o que é pior, esquece que este modelo de homem dominar homem foi trazido pelo próprio europeu. As elites brasileiras nunca viram o negro como ser humano. Tudo foi e é negado a ele: dignidade, justiça, honradez, sua crença. E, olha, falo isto com orientação religiosa protestante.  Leia mais »

Proflorestas para quem ama a terra, a água e o ar

Autor: 

www.youtube.com/proflorestas Águas de Camboriú(30-10-2011 18-49).wmv Youtube

convoco stake holder´s para formarmos uma associação na cidade de Camboriú pra produzirmos FLORESTAS e capturar carbono para limpar o ar de nossos filhos, netos e o NOSSO. Leia mais »

Movimento denuncia perseguição de caciques no MS

Por Lucas Gordon

URGENTE: Lideranças Guarani-Kaiowá estão sendo perseguidos nesse momento no Mato Grosso do Sul

São Paulo, 21 de novembro de 2011, 19:25hs.

Tribunal Popular está em contato direto com lideranças indigenas no Estado do Mato Grosso do Sul e recebeu denúncia urgente que pode resultar no assassinato de caciques na região.

Leia mais »

István Mészaros - O Capital além do capitalismo

Autor: 

Entrevista de István Mészaros no OPOVO online

 

Polêmico e radical pensador marxista explica por que nenhuma das experiências socialistas até hoje podem ser consideradas fieis ao pensamento de Karl Marx.

 

A perspectiva política adquire ares proféticos, quase messiânicos. O socialismo é o destino inescapável da humanidade. É o futuro inexorável. Será ele ou a barbárie, como disse Rosa Luxemburgo. Isso na melhor das hipóteses, acredita István Mészaros. Pois a crise do Capital é tão grave que periga não deixar nem a barbárie.

 

Um dos mais radicais pensadores do marxismo atual, Mészaros virou trabalhador de fábrica aos 12 anos de idade. Metalúrgico, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - lembrou ele durante a entrevista. Mais tarde, tornou-se intelectual, com estudos voltados para a exploração da classe trabalhadora. Leia mais »

Imagens: 
István Mészaros - O Capital além do capitalismo

E Quem Pensa no Haiti? E Quem Reza pelo Haiti?

 

E Quem Pensa no Haiti? E Quem Reza pelo Haiti?
----------

E o Ayiti, bem longe dos holofotes, acaba (em 20/03) de sofrer mais um deprimente Golpe-de-Estado na sua história, agora na versão 3.0.

Forçaram até não poder mais para que houvesse uma eleição, última das prioridades trazida para o topo das urgências.

Já em 13 e 14 de janeiro de 2010, sob a poeira que não se assentara e em meio aos cadáveres que nem ainda estavam todos mortos, a Secretária de Estado Hillary Clinton já clamava pelas tais eleições absurdas em meio ao caos.

O Exmo. Sr. Presidente Préval, presidente-refém como todos os outros, de um estado amputado, ao governo sequestrado de uma nação (das mais dignas, altivas e honradas de que tenho notícia) secularmente violentada, era por demais ligado em seu passado (ainda que já distante) a certas causas e movimentos mais independentes.

E um presidente-refém e, portanto, insatisfeito, nunca seria tão benéfico (para o povo Aysién é claro) quanto uma Presidente devidamente adestrada. Leia mais »

E Quem Pensa no Haiti? E Quem Reza pelo Haiti?

 

E Quem Pensa no Haiti? E Quem Reza pelo Haiti?
----------

E o Ayiti, bem longe dos holofotes, acaba (em 20/03) de sofrer mais um deprimente Golpe-de-Estado na sua história, agora na versão 3.0.

Forçaram até não poder mais para que houvesse uma eleição, última das prioridades trazida para o topo das urgências.

Já em 13 e 14 de janeiro de 2010, sob a poeira que não se assentara e em meio aos cadáveres que nem ainda estavam todos mortos, a Secretária de Estado Hillary Clinton já clamava pelas tais eleições absurdas em meio ao caos.

O Exmo. Sr. Presidente Préval, presidente-refém como todos os outros, de um estado amputado, ao governo sequestrado de uma nação (das mais dignas, altivas e honradas que tenho notícia) secularmente violentada, era por demais ligado em seu passado (ainda que já distante) a certas causas e movimentos mais independentes.

E um presidente-refém e, portanto, insatisfeito, nunca seria tão benéfico (para o povo Aysién é claro) quanto uma Presidente devidamente adestrada. Leia mais »

A Tecnologia Oculta do Poder

Autor: 

The Occult Technology of Power
Arcane Secrets of Political Power

by Anonymous

The Occult Technology of Power, subtitled the "Arcane Secrets of Political Power," is an anonymous booklet describing the nature of power, the nature of rule, and the nature of oligarchy. The information is presented as a transcript of a dialog between a powerful father and his son - the heir to his realm. In handing the reins of power to his son, the father explains the mechanics of world control.

A Tecnologia Ocultista do Poder, subtitulado os "Arcanos do Poder Político", é uma brochura anônima descrevendo a natureza do poder, a natureza da regra, e a natureza da oligarquia. A informação é apresentada como uma transcrição de um diálogo entre um pai poderoso e seu filho - o herdeiro do seu reino. Ao entregar as rédeas do poder ao seu filho, o pai explica os mecanismos de controle do mundo.

Leia mais »

O Pensamento 'Mais-Que-Hemisférico' do Sul – Professor Milton Santos

O Pensamento 'Mais-Que-Hemisférico' do Sul – Professor Milton Santos
--------------------------------------------------
ALGUMAS ENTREVISTAS HISTÓRICAS (EM ANEXO)

01. Por Uma Outra Globalização - Filme de Sílvio Tendler
02. Sílvio Tendler com Paulo Cézar Peréio (Sem Frescura) sobre o filme
03. Entrevista ao Conexão Roberto D'Àvila - 1998
04. Entrevista ao Roda Viva - 31/03/1997
05. Entrevista a Jô Soares - 1993
06. Biografia - Globo Ciência - 19/12/2009

--------------------------------------------------
[Obs.: anexei-as em formato de “playlist”; salvo algum erro ou imprevisto devem passar inteiras]
-------------------------------------------------- Leia mais »

Imagens: 
Prof° Milton Santos
Vídeos: 
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo

A Queda do Faraó e suas consequências

Autor: 

 

Caiu ! Finalmente ,depois de semanas de manifestações nas ruas do Cairo e de Alexandria,o Faraó dos tempos modernos,Hosni Mubarak renunciou a presidência do Egito,importante deixar claro,que isso foi apenas uma formalidade,uma vez que,o poder já estava nas mãos das Forças Armadas.Conclui-se assim o desfecho que todos esperavam,as passeatas que ocorriam durante o dia todo e na noite também eram vistas com enorme entusiamo por todos os olhos do planeta,ninguém haverá de ser contra um povo pedindo liberdade e democracia,porém,passada a euforia,é importante traçar paralelos para saber o que podemos esperar para o futuro do Egito e como isso vai refletir nos outros países árabes e no Ocidente. Leia mais »