Qual é o seu Sonho?

Autor: 

 

Qual é o seu Sonho? Qual é a altura do seu sonho? Qual é a largura do seu Sonho? Qual é a espessura do seu Sonho? Qual é a profundidade do seu Sonho? Qual é o preço do seu Sonho? Qual é o custo de seu Sonho? E, principalmente, qual é a “receita” [liquida] de seu Sonho? Sei que parece título de texto de autoajuda. Sei que parece pergunta de autoajuda. Sei que é esperável resposta de autoajuda. Mas não é. Está pergunta me surgiu conversando ao assunto política com os jovens, com os idosos, com a classe trabalhadora, com o povo brasileiro. Vendem muito sonhos nas televisões, nos programas (projetos) de governo, e no ramo (e lastros) do setor empresarial. Seria o sonho deles, o sonho de todos os brasileiros? Acredito que não. Tampouco é notória a descrença das pessoas com a Política. Em quem votar? Eu votaria em meus sonhos. Entretanto, qual é o meu Sonho?

 

 

 

O processo globalizatório é um pacote fechado a ser engolido a seco. Traz consigo intrínseco algumas benesses. Entre elas, a mais vil é a ilusão de poder sonhar. Todo jovem do mundo, de direita ou de esquerda, da elite ou da pobreza, do sul ou do norte, de leste a oeste, sonha. Óbvio. Mas o quanto existe do “eu” dentro de cada sonho? Sabemos que o sonhos são lembranças construídas em nosso inconsciente, e alimentados (e retroalimentados) pela “vontade de potência”, pelo prazer do desejo. Ao homogeneizar, padronizar, modelar os sonhos, as pessoas se perdem do “eu”. (E talvez se tornem mais vulneráveis).

 

 

 

Sei que parece romântico, mas o sonho das crianças do mundo hoje é: ir a disney, passear no shopping center, ir ao cinema assistir a XXV edição do rambo, cantar illarilarie, encontrar o amor da vida (alguém perfeito, sem espinhas, sem peidos, sem as características humanas fundamentais de nossa espécie). Além é óbvio, conseguir um emprego estável, comprar um carro que se troque todo ano, uma casa com sinal de tv a cabo, conhecer aquele autor de livro de autoajuda, vangloriar algum artista (da bola, da novela, da música, tudo, menos um artista). E por essa lógica segue o percurso, aproveitar o prazer do último lançamento obsoleto da derradeira semana, etc.

 

 

 

Também temos os sonhos banais, os sonhos carnais. Conhecer uma mulher metade meretriz metade santa - e obviamente a minha filha será apenas santa. Xingar de corrupto aquele que estiver mais distante o possível do alcance de seu grito. Conversar com extra terrestres. E se auto convencer que tudo está perfeito. Semelhante ao Cândido ou Oportunista: “tudo que é, é o melhor que poderia ser”. A globalização transmutou nossos sonhos em “monotemas”, em uniformes sistêmicos. Uma cópia ideal da ‘idade média”. Com direito a bruxas e juízes. Com direito a possuídos e possuidores. Com deveres a excluídos e inquisitores. Todos dentro da mesma caixa, do mesmo pacote, do mesmo processo. Consumidores dos mesmos valores, dos mesmos princípios, dos mesmos estereótipos. (Desde que o estereótipo seja o “bem” mais importante para elevar na vida subsequente).

 

 

 

Ontem mesmo fui abordado por uma moça, que me indagou: - Em quem você vota? Eu prontamente respondi: - Qual é o seu Sonho? Ela me disse, pouco importa. Eu olhei no fundo de seus olhos, e não encontrei espaço para preencher tamanho vazio. Entreguei lhe uma moeda e fui pra casa, triste. Lembrando do muro, em Quito: “Basta de promessas, queremos Utopias”.

 

 

 

E você amigo leitor, que espera ansiosamente uma resposta – tão pronta e rápida como um lanche do mc donalds com coca-cola, se for natureba passe no subway e tome um suco natural sem conservante -; Qual é o seu SONHO?

 

 

 

O meu [Sonho], sinceramente não sei, tenho em mim desde criança uma paixão pelo infinito, eu confesso. E uma amor, puro e besta, pela senhora de meus dias e noites, Dona Liberdade!

 

 

 

As Palavras que me aceitam como eu sou. Eu não aceito” Manoel de Barros

 

Nenhum voto

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.